Nossa dica de filme de estréia! #1

Hello Cellies!

Esse espaço de filmes é especial para indicarmos as novidades do cinema, resenhas de filmes que gostamos, os lançamentos do mês, os que estão por vir e quem sabe até alguma novidade sobre nossos queridos Irmãos no cinema ou na TV hein? (sonhar não custa nada não é? rs).

A dica de estréia dessa página é o filme que eu vi e escolhi para falar porque sou muito fã do livro e do autor: A Última Música de Nicholas Sparks.

Acho que a maioria de vocês já deve ter visto o filme ou lido o livro. Ambientado em uma pequena cidade praiana do sul dos EUA, Steve Miller (Greg Kinnear), um pai distante, tem a chance de passar o verão com sua relutante filha adolescente Ronnie (Miley Cyrus), que preferia estar em casa, em Nova York. Ele tenta se reaproximar dela por meio da única coisa que eles têm em comum − a música − em uma história sobre família, amizade, segredos e salvação.

Talvez os filmes baseados nos livros do Nicholas Sparks sejam clichês, mas o que é a vida senão recheada de clichês, não é mesmo? Quem nunca teve um amor impossível que se tornou possível, ou uma briga familiar que se resolveu, ou a pessoa que você ama mentiu pra você e depois você perdoou? A vida é assim mesmo e o bonito dos filmes baseados em Nicholas Sparks é traduzir isso plenamente.


Confesso que não tinha muita simpatia pela Miley Cyrus até então, mas gostei da atuação dela no filme. Ronnie é uma menina mimada e revoltadinha que tem que passar o verão com seu pai, que não é muito presente em sua vida. Ronnie era um prodígio em piano, aprendendo isso com seu pai. Mas como o pai se distanciou com a separação de sua mãe, ela rejeita qualquer ligação com o instrumento.

Steve, pai de Ronnie, interpretado por Greg Kinnear, é um ex-professor da Juilliard School e pianista, vive tranquilamente em Tybee Island, a pequena cidade litorânea onde havia crescido, trabalhando no vitral da igreja local para substituir o que havia sido perdido em um incêndio.

Assim que chega em Tybee, Ronnie é hostil e defensiva com todos ao seu redor, incluindo o popular Will Blakelee, interpretado pelo gatíssimo Liam Hemsworth. - até os dois se aproximarem para proteger um ninho de tartaruga e ela descobrir que ele é mais profundo do que pensava. Enquanto Ronnie se apaixona por Will, ela também volta a unir-se com Steve através da única coisa que eles têm em comum - a música.

Certo, certo... mais clichê que isso impossível. A reaproximação de pai e filha se dá porque Ronnie descobre que seu pai está com câncer terminal. E aí vocês já sabem né? Preparem os lencinhos!!!

Eu adoro esse filme porque ele é singelo, doce e transmite uma mensagem de que a vida da gente é muito curta para se apegar a pequenos fatos tão irrelevantes. Ronnie percebe isso com a doença do pai. Percebe que é precido amar e deixar ser amada apesar dos percalços da vida. Não é um filme profundo, mas é o típico filme para ver com as amigas numa tarde chuvosa comento pipoca e tomando um chocolate quente.

Nota:
Até breve!
Beijos!
Mel

1 comentários:

Post a Comment

 

BDL no Facebook

Siga o @BDaggerLovers

Agenda IAN 2016


Observações:
* - Horários representam horário de Brasília.