"Suavizar" ou "não suavizar" as traduções da IAN?

Bom, antes de qualquer coisa gostaria de lembrar que nós do BDL respeitamos a opinião de todos os fãs da Irmandade, e claro, vocês tem todo o direito de reclamar nesse post. Ponto. Agora lá vai meu momento indignação:

Lendo uns comentários na página do Facebook da Universo dos Livros, essa que vos escreve, se depara com um comentário (na minha opinião) um pouco controverso dos que eu tenho lido. Ok. E esse comentário me fez pensar em expor e querer a opinião de vocês:
A UdL deve ou não "suavizar" os termos mais, digamos "cabeludos", dos livros da IAN?

Não é novidade para ninguém que a UdL vem suavizando SIM as traduções, tanto da série da Irmandade da Adaga Negra, quanto na série Fallen Angels. E todas nós sabemos que a Ward não tem papas na língua, e se for para ela expressar um personagem em qualquer cena com um palavrão, ou uma expressão mais direta, ela vai escrever! Ela tem uma forma de escrever única, e quem já leu qualquer livro dela, no original, ou em alguma tradução na internet, sabe que ela não poupa palavrões. A questão é: 9 livros depois, tanta suavização nas traduções, tantas reclamações de fãs por conta disso... E agora que conseguimos um ponto a favor junto à UdL... As pessoas estão reclamando? É isso mesmo?

Para preservar a identidade da leitora e realmente não provocar agitação desnecessária, vou explicar o que eu li. Uma leitora se disse fã da série, mas se disse "decepcionada" com tradução, e ainda chamou os tradutores do Amante Renascido "ineficientes". Ok. Respeito a opinião dela, mas isso vai meio contra ao que a maioria dos fãs queriam não? Soubemos criticar a capa, corremos atrás e conseguimos mudar o título do livro. Aliás, criticamos muito, muitas vezes, as traduções. Ressalto até a imagem ao lado "Este blog é boca suja!", pois acreditamos piamente que os livros deveria ser mais "crus" em relação aos termos e palavras usadas pela autora. Não apenas nós, do BDL, mas muitos outros sites.

Enfim, soubemos criticar, mas agora devemos elogiar, pelo belo trabalho feito pela UdL, e cuidado maior que eles tiveram com a tradução de Amante Renascido. Lendo isso, segue a resposta da UdL, e a confirmação do que acabei de escrever:
Obrigada UdL! 

E então? O que vocês acham? Comentem!

Bjus! Leehla.

47 comentários:

  1. Acho que não deve suavizar não. O que acontece é que não adianta... sempre vai ter mimimi por que ta "vulgar" demais ou "suavizado" demais. SEMPRE. Por que é da natureza de alguns fazer mimimi por tudo. Reclamam reclamam reclamam e quando a editora atende ficam com mimimi... A minha opinião sobre o assunto é: NÃO DEVE SUAVIZAR. Tem mais é que traduzir do jeito que a Ward quis dizer! \o/

    ReplyDelete
  2. Sinceramente, acho que se a pessoa quer ler livros com palavras "suaves", deveria ler livro de temática YA (e até mesmo esses tem palavrões e etc.), e não uma serie como IAN. Não é fã da série, nem da autora uma pessoa que faz esse tipo de reclamação, só tem uma palavra pra definir a pessoa: POSER!

    ReplyDelete
  3. As opiniões contrárias que me desculpem, mas estava mais do que na hora de sentirmos as traduções mais próximas dos originais!!!! Li muita tradução de "fã" pois quando conheci IAN nem sonhava que seria distribuído no Brasil. Então, eu posso dizer que Adorei!!! A UdL está de parabéns!!!! E que venham os próximos!!!! Rapidinho para completar a Coleção...

    ReplyDelete
  4. Eu li o Amante Renascido, percebi a diferença logo no inicio e adorei! Afinal de contas, a leitura fica muito mais próxima do "comum", que é a intenção da Ward. Enfim, apoio a ideia de uma tradução "ao pé da letra".

    ReplyDelete
  5. Ah, eu concordo, termos suavizados para quê se a leitura é dirigida ao público adulto? Eu reclamei uma vez com a UDL, mas nem foi sobre a tradução e, sim, sobre os erros de português q, na minha opinião, são imperdoáveis já q ñ é fanfic, mas uma editora q traduz os livros para a língua portuguesa. No mais, nunca vai se agradar a todos, sempre vai ter alguém q vai reclamar de alguma coisa. Nesse caso específico, o jeito é atender à maioria.

    ReplyDelete
  6. Tem que suavizar porra nenhuma. A séria é ótima justamente pela J.R. não ficar de mimimi na hora de escrever! As pessoínhas sensíveis a palavrões e esses 'cuzão' que reclamam de tudo que tirem seus narizes de IAN e vão ler outra coisa. Simples assim.

    ReplyDelete
  7. Quando finalmente a editora cai em si, e publica o livro o mais proximo possivel do original, alguem reclama,



    infelizmente, nos ultimos anos os leitores que nao tiveram contato com o original ou traduçoes nao oficiais se acostumaram com os textos suavizados (claro que nao todos os leitores), e como os brasileiros nao estao acostumados com textos nesse nivel de vocabulario acaba estranhando e nao gostando (novamente digo que nao sao todos).


    Acredito que a editora esteja de parabéns por parar com essas suavizacoes, afinal quando compramos um livro traduzido - eu pelo menos - espero me deparar com o texto da autora nao uma adaptaçao do que foi proposto por ela, porque na minha opiniao a mudança no texto, por menor que seja, nada mais é do que uma adaptaçao, e sejamos francos é muito estranho ver um vampiro de 2 metros de altura, todo vestido de couro, armado da cabeça aos pés falar caramba na hora em que esta com raiva ou algo do tipo.

    ReplyDelete
  8. Bom suavizando os termos na minha opiniao voce acaba tirando a personalidade dos personagens, gente eles sao assim, bocudos mesmo, e isso é o que representa eles, acho que a traduçao deve ser sim fiel ao original! Nao a suavização rsrsrs!!!

    ReplyDelete
  9. NÃO a suavização !!!! Sempre ! Odeio quando os personagens se tornam sem sentido. Ainda bem que a Universo dos Livros acordou .

    ReplyDelete
  10. Eu então fui a quem sempre reclamou da edição (alteração de textos). Quando o primeiro livro da serie foi lançado aqui no Brasil tinha lido até o livro do Rehv. Imaginem meu choque qd comprei o livro ao ler: caracas/carambas?
    Paguei pelo original do autor e quero ler o texto respeitado na integra. Não comprei ainda os dois ultimos livros publicados (já li em arquivo), estou aguardando preços melhores. Quem esta reclamando deveria escolher outro estilo ou autor.

    ReplyDelete
  11. Conheci a IAN através de versões digitalizadas disponíveis na internet, e adorei. E qual não foi a minha surpresa ao ler os livros impressos e perceber essa "suavização". Na verdade, senti como se houvesse perdido a essência dos personagens, da trama. Não combinava...
    Eu sou a favor da não suavização, preservando ao máximo a essência original do texto.
    Esse é o estilo da Ward, esse é o linguajar dos Irmãos...

    ReplyDelete
  12. Totalmente a favor da não suavização. E eu mesma agradeci e elogiei em várias postagens o fato de Amante Renascido estar cheio de palavrões ou as palavrinhas mais condizentes na hora do rala-e-rola.
    Infelizmente há pessoas q SÓ sabem reclamar. Só veem os pontos negativos.
    Precisamos entender q há pouquíssimo tempo os livros mais apimentados começaram a chegar à nossas prateleiras. Muita gente falou mal da Trilogia 50 Tons, mas verdade seja dita: graças à essa trilogia, as editoras perceberam q as brasileiras gostam sim de uma sacanagem e q não é vergonha pra ninguém admitir isso.


    Parabéns a UDL pela tradução. E tenho fé q a tradução de Qhuinn e Blay será mais picante ainda. Contamos com vcs!!!!

    ReplyDelete
  13. A culpa dessa agitação toda é da própria UDL. Se tivessem publicado a série sem suavização desde o início, as frescas de plantão ficariam beeeeeeeem longe dos nossos irmãos boca suja hehehehe.

    ReplyDelete
  14. Tem que traduzir ao pé da letra, que porcaria é essa de ficar suavizando as palavras? Estamos no séc XXI, os jovens hoje em dia não são mais como 50 anos atrás, faça-me o favor.

    ReplyDelete
  15. Acho su~~~~per válido sempre manter a tradução o mais fiél possível do original. Até porque, quando eu compro a 'versão traduzida', eu espero ser SOMENTE traduzida, e não traduzida E editada. Uma vez que compramos os livros, não só pelas histórias e/ou enredos e/ou personagens, mas também pelas cenas, não acho justo 'suavizarem'. Tem que se ater ao original SIM!

    ReplyDelete
  16. Não tem que suavizar nada, tem que traduzir como o original. Se quer palavras suaves vai ler livros infantis. Povo sem ter o que fazer mesmo viu.

    ReplyDelete
  17. não mesmo. O livro deve estar transcrito da mesma forma que a autora o escreveu.

    ReplyDelete
  18. Eu também sou contra a suavização dos livros. Conheci a série pelas traduções da internet e qual não foi minha decepção ao pegar um exemplar traduzido de Amante Sombrio e perceber que a linguagem era totalmente diferente?! Gente, temos que entender que quem lê os livros da Ward não são crianças nem mulheres ingênuas.... vamos deixar de tanta hipocrisia... não só gosto dos termos carregados da autora, como acho-os indispensáveis na própria caracterização das personagens... poxa... um Irmão que não fala um palavrão, um guerreiro desse porte, pra mim não cola, tem que falar palavrão e sacanagem mesmo. E sinceramente: quem não gostar simplesmente NÃO LEIA!

    ReplyDelete
  19. Apoiadissimo!!!! Não o suavização.Que se dane quem não aguenta.

    ReplyDelete
  20. Meninas, esse é um problema muito antigo, por mais que pareça novo. Leio romances a mais de 10 anos e vejo o quanto a mulherada reclamava do uso de algumas palavras (leia-se "pênis" e "vulva"). Eu parava, respirava e pensava "peraí gente... Será que ninguém ouviu falar em pênis e vulva?". A impressão que dava pra gente era que não. Me causa muita frustação a suavização desses termos, porque muito se perde da construção do personagem e da narrativa quando o palavrão ou determinada expressão é suavizada. Nesse caso, a Universo poderia lançar duas versões do mesmo livro. Na bienal de 2011 nos foi prometido a reedição dos livros com novas traduções, e até agora nada. O lance é cobrar juntinho a editora, pois com certeza as vendas seriam astronômicas. Eles já sabem o que a maioria das leitoras querem. Não quer saber de palavrão? Vai ler Barbara Cartland... O máximo de palavrão nos livros dela é "Ignóbil, larápio, verme e bastardo".

    ReplyDelete
  21. Acho que a questão não se limita só em suavizar ou não, e sim a se manter fiel a escrita original da autora. Sabemos que a Warden tem uma escrita urbana e crua e os livros tem de ser traduzidos tal qual ela escreveu!

    Mas a culpa dessa discução e da UdL que suavizou desde o livro 1. Quem não conhece o estilo da Warden, por exemplo, eu só fui ler um texto dela em inglês agora em Rapture e até então toda essa divergencia era desconhecida por mim, deve ter se surpreendido com Amante Renascido e ficou perdido, isso é, até então as seria no Brasil era pop e agora, do nada ficou Heavy Metal.

    Se eu for sonhar mais, só espero que a UdL relança os outros 9 livros anteriores fieis a Warden, pois quem lê as tramas aqui publicadas pela UdL, merecem que eles sejam dignos da Warden!

    ReplyDelete
  22. Ainda não li Amante Renascido, espero ama-lo do mesmo jeito que amei os outros titulos da IDN, e também sou a favor da não suavização. O bom é que os livros são maravilhosos e quem gosta de reclamar que reclame nós amamos os irmaos e isso é o que importa. Parabéns a udl!!

    ReplyDelete
  23. Acho que a suavização, além de ser um desrespeito com o texto original, tira o sentido da história. Se essa leitora que reclamou não gosta, deveria estar lendo outra coisa. Concordo totalmente com a "não suavização". Nós sabemos o que queremos ler!

    ReplyDelete
  24. A favor de não suavizar !Amante renascido além de ser uma história maravilhosa, os termos cru acrescentam ainda mais aproximando mais a natureza sensual dos personagem.Até porque não é historinha melosas de contos de fada. É forte, sedutora,quente. Não é a toa que a cada dia a legião de fãs aumentam.

    ReplyDelete
  25. ITANA ALVES DE OLIVEIRAJanuary 30, 2013 at 6:29 PM

    Nada de suavização. De preferência o mais próximo do original por favor.
    Sou fã de carteirinha,tenho todos que já foram lançados e comecei a ler Amante Renascido, estou adorando.
    Parabéns UdL.

    ReplyDelete
  26. ITANA ALVES DE OLIVEIRAJanuary 30, 2013 at 6:41 PM

    Nada de suavização. De preferência o mais próximo do original por favor.
    Sou fã de carteirinha, tenho todos os livros que já foram lançados aqui no Brasil. Comecei a ler Amante Renascido e estou adorando.
    Parabéns UDL!!!

    ReplyDelete
  27. Fodidamente a favor de nada suave. Quer suave vai ler Sabrina... hahaha.
    Brincadeira gurias cada um com sua opinião.

    ReplyDelete
  28. Até que enfim a UDL deu ouvidos ao clamor "da maioria" dos fãs da série. Essas pessoas que criticam a não-suavização são hipócritas, pois se leem os livros da IAN não são nenhuma pudicas. E tem mais, sou totalmente a favor do respeito da obra do escritor, e também respeito aos fãs, que merecem ler o texto o mais próximo possível do original...

    ReplyDelete
  29. Não deve suavisar em nada!
    Deve deixar da maneira mais direta e original possível!
    É um absurdo não obtermos uma tradução integralmente original de BDL enquanto

    alguns livros brasileiros mesmo possuem coisas piores!!!

    ReplyDelete
  30. Pois é, alguns leitores ainda estão na contra-mão!
    Mais uma vez, parabéns à UDL por "até que em fim" ouvir os fãs da série e atender aos pedidos pela não suavização do texto da JRW!

    ReplyDelete
  31. Sou 100% a favor dessa mudança!

    Lendo os livros da Ward fica muito claro, que ele faziam mudanças desnecessárias na tradução, pois os livros dela são Young Adult, ou seja, palavrões e algumas palavras mais picantes fazem parte! Não somos criancinhas, Universo dos Livros!!!

    Tomo como exemplo, o "Cinquenta Tons de Cinza" que a editora Intrínseca, que traduziu todos os palavrões e palavras mais picantes da história!!! Isso é respeitar o leitor!!!

    Agora é esperar que eles cumpram com a palavra na tradução de "Lover at Last", que afinal é o livro mais esperado da série!!! Ah, espero também que a UDN não traduzam errado o nome da capa, se é que tem como e façam uma capa melhor que a de Amante Renascido ( que na minha opinião, deixou muito a desejar)!!!

    Bjus

    ReplyDelete
  32. é né, algumas pessoas acham q só os brasileiros falam palavrão. pq td q vem d fora é "suavizado": livro, filme, série. ñ importa. isso é ridiculo

    ReplyDelete
  33. eu acho que a tradução tem que ser literal, do jeito que ward escreveu, quem achar ruim paciencia.

    ReplyDelete
  34. Tem uma passagem em Amante Liberto, quando o Phury está se oferecendo para ir no lugar do Vishous e ele pergunta a Wrath: O que acha?. Wrath responde: Droga. Phury: Boa escolha de palavras, meu rei, mas não foi uma resposta.
    No original: O que acha?
    Wrath: Foooooooooooda!
    Phury: Boa escolha de palavras, meu rei, mas não foi uma resposta.
    Vocês concordam que no original faz muito mais sentido? Ele estava se oferecendo para trepar com as escolhidas. A palavra "droga" ficou sem sentido na tradução.
    Eu não entendo este puritanismo todo.
    Aquilo que eu não acho legal ou não concordo, eu não leio ou assisto. O que eu não posso é querer que a minha opinião prevaleça sobre a de todas as outras pessoas.
    O mais assombroso é que são pessoas novas que, supostamente, deveriam ter a cabeça um pouco mais arejada.

    ReplyDelete
  35. É uma tradução! Não uma adaptação do livros,quero a mente da autora escraxada no papel,fala sérioooo.Tem de traduzir com o máximo de fidelidade,palavrão existe,ponto,nossos delicinhas são desbocados,a gente faz eles engolirem na base do beijo kkkkkkkkkkkkkkkk.

    ReplyDelete
  36. Elizabete Santana CruzMarch 14, 2013 at 11:32 AM

    eu sou mto fã da série, e na minha opinião deve ser sim a tradução ser fiel a escritora, pois não tem sentido ser diferente... um gde abraço à todos...

    ReplyDelete
  37. Bom, ta certo sim querer q mudem para mais cru, mas depois de 9 livros? Tem pessoas que ja estão acostumadas, deve ser por isso, eu gostei sim do amante renascido, so achei as palavras...fortes de mais.

    ReplyDelete
  38. não tem que suavizar de jeito nenhum mesmo! tem que seguir ao pé da letra, até porque leva o nome da Ward e ela escreveu de um jeito e tem que ser traduzido igual, se fosse eu a escritora e soubesse disso eu ficaria enfurecida com a editora e tomaria providencias! a UDL demorou mas agora está fazendo a coisa certa! é um livro para adultos, um livro com sexo, violência e problemas reais na vida de adultos e NÃO tem como suavizar isso..quem não gosta dos palavrões vá ler crepúsculo por favor.

    ReplyDelete
  39. não se pode perder a essência das palavras da escritora...
    então a tradução tem que ser o mais próximo possível do quê a escritora escreve...

    ReplyDelete
  40. Isso é resquicio da censura.........os anos passam mas a repressão deixou marcas... eu não vivi isso mais posso perceber a dificuldade de se libertar de algumas pessoas. Adoro ler num livro.. me come!! afinal quando quero é isso que eu digo, não é "me ame" affffffffffff

    ReplyDelete
  41. Já li esse "Lover at Last e achei Amante renascido mais picante.

    ReplyDelete
  42. Obrigada UdL! *-------------*

    ReplyDelete
  43. Nunca se consegue agradar a todos, sempre terá alguém reclamando, mas concordo com o que Já foi dito aqui, quem quer uma leitura com termos "suaves" terá problemas até com a Bíblia. Sugiro La Fontaine, Esopo ou Jane Austen e nem sonhe com Cameron Dane ou Cherise Sinclair. Mas também é verdade que quem não se acostumou com a escrita original da J.R., deve estranhar. O erro foi da tradução e esse problema existe também com as dublagens.

    ReplyDelete
  44. Gostaria de saber se nos livros anterios (do primeiro ao atual) vao ser re-traduzidos, impressos e posto a venda para os fãs. Alguem sabe?

    ReplyDelete
  45. Acredito que não...

    ReplyDelete

 

BDL no Facebook

Siga o @BDaggerLovers

Próximos lançamentos

→ Prisioneiro da Noite (31/07/19 no Brasil)


→ Blood Fury (ainda não lançado no Brasil)

→ The Savior (ainda não lançado no Brasil)

→ Blood Truth (13/08/19 nos EUA / ainda não lançado no Brasil)

→ Where winter finds you (26/11/19 nos EUA / ainda não lançado no Brasil)

→ The Sinner (2020)